Uzbequistão Recebe US$ 7,5 Mi pela redução de emissões

Recentemente, o Uzbequistão se tornou o primeiro país a receber um pagamento do Banco Mundial pela redução de emissões de carbono através de um programa de crédito político.

O projeto inovador, chamado Aplicação Inovadora de Recursos de Carbono para a Transição Energética (iCRAFT), visa apoiar o Uzbequistão na implementação de medidas de eficiência energética.

E eliminação de subsídios energéticos e transição para fontes de energia mais limpas.

Recompensa por Redução de Emissões

O Mecanismo Transformativo de Ativos de Carbono (TCAF) do Banco Mundial recompensou o Uzbequistão com uma doação de US$ 7,5 milhões.

Por reduzir com sucesso 500.000 toneladas de emissões de carbono dentro do Projeto iCRAFT. Essas reduções foram verificadas independentemente.

O governo do Uzbequistão decidiu destinar parte dos fundos do projeto para ajudar famílias vulneráveis afetadas pelas mudanças nas tarifas de energia.

Saiba mais: Brasil, Emirados e Azerbaijão prometem metas mais rígidas contra emissões de CO2

Além disso, esses recursos apoiarão a transição verde. E a reforma do setor energético, trazendo múltiplos benefícios através do Projeto iCRAFT.

Os Ministérios da Economia e Finanças e da Energia estão liderando a reforma do setor energético do Uzbequistão. Contribuindo para a conservação de energia e redução de carbono.

O Projeto iCRAFT investe no desenvolvimento de:

  • infraestruturas,
  • sistemas,
  • processos
  • documentos padrão

Necessários para implementar iniciativas futuras com o apoio de outros parceiros de desenvolvimento e investidores privados.

Sistema de Monitoramento e Verificação

O Projeto está ajudando a estabelecer um sistema de monitoramento, comunicação e verificação (MRV) conforme o Artigo 6 do Acordo de Paris.

Um tratado internacional que visa limitar o aumento da temperatura global reduzindo as emissões de gases de efeito estufa.

É também pioneiro em uma transação de financiamento climático. Para apoiar as metas de Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC) do Uzbequistão sob o Acordo de Paris e sua transição para energias limpas.

Saiba mais: Primeira fábrica de biodiesel na Bolívia

Apoio Contínuo e Futuro

O Projeto recebe apoio contínuo da Agência para Reformas Estratégicas, do Ministério do Investimento, Indústria e Comércio e da Agência de Serviços Hidrometeorológicos (Uzidromet).

O pagamento mencionado é o primeiro de vários pagamentos antecipados sob o Acordo de Pagamento para Redução de Emissões (ERPA) entre o governo do Uzbequistão e o Banco Mundial como parte do Projeto iCRAFT.

De acordo com esse acordo, o Uzbequistão pode receber até US$ 20 milhões em subvenções. Por reduções verificadas de emissões ou créditos de carbono gerados através de suas reformas nos subsídios à energia.

O Uzbequistão planeja reduzir 60 milhões de toneladas de CO2 através do Projeto, com o iCRAFT. Comprando aproximadamente 2,5 milhões de toneladas de CO2.

O país terá a oportunidade de vender os créditos de carbono restantes nos mercados internacionais.

Utilizando os sistemas e processos estabelecidos pelo Projeto iCRAFT.

Saiba mais: Mobilização Global para Relatórios de sustentabilidade

Projeto Mejuruá ajuda a reduzir emissões

O Projeto Mejuruá da BR ARBO é uma iniciativa dedicada proteger e restaurar a floresta amazônica.

A BR ARBO, por meio do Mejurua, busca comercializar créditos que representem capturas reais de carbono.

O projeto Liderado por Gaetano Buglisi, aumentas a resiliência da floresta frente às mudanças climáticas. Preservando a biodiversidade e garantindo a manutenção dos serviços ecossistêmicos essenciais.

Por Ana Carolina Ávila

Olá!