Universidades no Reino Unido podem atingir o Net Zero

As principais universidades do Reino Unido estão na vanguarda da inovação para combater as alterações climáticas e alcançar metas de net zero.

Zero emissões líquidas ou net zero se refere quando as emissão de gases de efeito estufa (GEEs) é equilibrada pela sua remoção da atmosfera.

Instituições renomadas como Oxford, Cambridge, Imperial College London, Universidade de Edimburgo e Universidade de Aberdeen estão implementando soluções inovadoras em tecnologias de captura.

Além de estratégias de integração e políticas para promover a sustentabilidade.

Saiba mais: How Top UK Universities Are Reducing Their Carbon Footprint to Reach Net Zero

Gestão de Carbono da Universidade de Oxford

O Programa de Gestão de Carbono do Oxford Institute for Energy Studies (OIES) concentra-se em estratégias empresariais e tecnologias de baixo carbono.

Essenciais para a transição para um mundo com zero emissões líquidas.

A Universidade de Oxford estabeleceu a iniciativa “Oxford Net Zero” para monitorar o progresso e guiar soluções eficazes para atingir a neutralidade de carbono até 2035.

Pesquisas da Universidade de Cambridge

A Universidade de Cambridge, através da iniciativa Energy Transitions Cambridge, dedica-se à pesquisa interdisciplinar sobre transições energéticas.

Cambridge Zero é a iniciativa climática da universidade.

A universidade visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa a zero até 2038. Substituindo gás por tecnologias alternativas de calor e transição para fontes de energia renováveis.

Saiba mais: Mondelēz International define suas metas ambientais

Universidade de Edimburgo e captura de carbono

A Universidade de Edimburgo é líder em pesquisa de captura de carbono, com foco na adsorção e separações por membranas.

A universidade está comprometida em alcançar zero emissões líquidas até 2040.

Por meio do uso de seus campi como “laboratórios vivos” para experimentar ideias inovadoras.

Imperial College London abrangendo diversas áreas

O Imperial College London possui o maior programa desse tipo de pesquisa do Reino Unido.

Abordando desde engenharia à aspectos legais.

A universidade também visa ser uma instituição sustentável e com zero carbono líquido até 2040.

Através da iniciativa Transição para Poluição Zero.

Saiba mais: Papel da Tesla no mercado de créditos de carbono

Máquina de Captura de Carbono Universidade de Aberdeen

A Universidade de Aberdeen é pioneira em tecnologias de captura e conversão de CO2.

A Carbon Capture Machine Ltd (CCM), derivada de pesquisas da universidade, desenvolveu processos que transformam CO2 em produtos de valor econômico.

Por exemplo em Carbonato de Cálcio Precipitado (PCC) e Carbonato de Magnésio Precipitado (PMC).

Inovações no mercado de carbono e a BR ARBO

A BR ARBO Gestão Florestal pode aproveitar essas inovações para aumentar a eficácia e o impacto de seus projetos.

Melhorando a precisão e a confiança na geração de créditos de carbono.

Com a implementação dessas medidas, a empresa não apenas ajudará a combater as mudanças climáticas, mas também promoverá o desenvolvimento sustentável de forma mais ampla e integrada.

Por Ana Carolina Ávila

Olá!