Artigo discute Políticas que combatam às Mudanças Climáticas

Recentemente, o artigo da Euronews intitulado discutiu sobre políticas ambientais, principalmente relacionadas as questões das Mudanças Climáticas.

Intitulado “As eleições no Reino Unido e as alterações climáticas: Qual a posição dos partidos políticos em 6 questões-chave?”.

Ou conforme o original em inglês, “The UK election and climate change: Where do political parties stand on 6 key issues?”.

Saiba mais: Políticas de Diferentes Partidos Relacionadas às Questões de Mudança Climática. O exemplo do Reino Unido.

Tópicos discutidos no artigo

As seis questões principais relacionadas são:

  1. Metas de Emissões do Reino Unido
  2. Combustíveis Fósseis
  3. Energias Renováveis
  4. Aquecimento Doméstico
  5. Vias Navegáveis do Reino Unido
  6. Transportes

Os quatro partidos políticos não serão especificados, mas pode-se inferir como suas abordagens variam. Dessa forma, a seguir encontra-se as metas de emissões:

  • Até 2050 e restaurar a liderança da Grã-Bretanha.
  • Até 2050 sem custos adicionais para as famílias.
  • Até 2045, tomando as medidas necessárias.
  • Até 2040 e abandonar os combustíveis fósseis.

Saiba mais: Queda no Valor de Mercado nos Créditos de Carbono

Combustíveis Fósseis

Será feito um imposto extraordinário sobre as empresas de petróleo e gás. Manter licenças atuais, mas sem novas aprovações, inclusive para carvão.

Também um imposto extraordinário sobre as empresas de petróleo e gás. Mas preocupação com a perda de empregos e da independência energética.

Além disso, um imposto extraordinário sobre as empresas de petróleo e gás. Acabar com os subsídios aos combustíveis fósseis e com as licenças de carvão.

Por fim, cancelar licenças recentes, parar de emitir novas e acabar com os subsídios aos combustíveis fósseis.

Saiba mais: Preços de Carbono Atingem Recorde de US$ 104 Bi em 2023

Energias Renováveis

Pretende-se tornar a Grã-Bretanha uma “superpotência de energia limpa”, comprometendo-se com 8 bilhões de libras ao longo de cinco anos.

Duplicar a energia eólica onshore, triplicar a energia solar e quadruplicar a energia eólica offshore até 2030.

Triplicar a energia eólica offshore, 70 gigawatts adicionais em energia solar até 2035. E pequenas centrais nucleares modulares.

Energia solar e eólica para suprir 90 por cento da eletricidade do país até 2030. Investimento e inovação na energia das marés e das ondas.

Mais 80 gigawatts em energia eólica offshore, 53 gigawatts em energia eólica onshore e 100 gigawatts em energia solar até 2035. Eliminar totalmente a energia nuclear.

BR ARBO contribui para diminuir as mudanças climáticas

Além das questões de metas de emissões, combustíveis fósseis e energias renováveis, um outro ponto crucial que tem ganhado destaque é o papel de iniciativas internacionais como o projeto Mejuruá.

Este projeto, liderado pelo empresário Gaetano Buglisi, visa restaurar reservas degradadas na Amazônia.

Ao demonstrar a viabilidade econômica e ambiental da restauração de paisagens, Mejuruá busca inspirar políticas para mitigar os efeitos das mudanças climáticas.

Por Ana Carolina Ávila

Olá!