Amazônia e os direitos da natureza

Em maio, a Comissão da Amazônia e dos Povos Originários e Tradicionais da Câmara dos Deputados está promovendo uma importante audiência pública para discutir os direitos da natureza.

A iniciativa, proposta pela deputada Célia Xakriabá (Psol-MG), visa abordar os direitos associados aos ecossistemas e às espécies.

Buscando promover uma mudança significativa na forma como encaramos a relação entre ser humano e natureza.

A proposta central da audiência é a alteração do dispositivo da Constituição que trata da dignidade da pessoa humana para incluir a dignidade planetária.

É fundamental reconhecer que a natureza também possui direitos e merece ser protegida.

A deputada ressalta a necessidade de uma nova era no direito.

Superando a visão eurocêntrica que historicamente promoveu a exploração da natureza em prol do desenvolvimento industrial.

A inclusão da dignidade planetária na Constituição representa uma mudança profunda. 

No sentido e na forma como entendemos nossas responsabilidades para com o meio ambiente.

Ao reconhecer que a natureza tem direitos próprios, estamos sinalizando um compromisso maior com a preservação e a sustentabilidade.

Saiba mais: Disparidade do financiamento do governo para pesquisas na Amazônia

Amazônia é palco de ideias inovadoras

Essa proposta é especialmente relevante no contexto atual, em que os impactos das mudanças climáticas são cada vez mais evidentes e urgentes.

A audiência pública busca ampliar o debate sobre os direitos da natureza.

A intenção é discutir os fundamentos teóricos e práticos desse novo paradigma jurídico, bem como as possíveis formas de implementação.

Esse reconhecimento constitucional não apenas fortalece a proteção ambiental, mas também abre caminho para uma nova concepção de desenvolvimento.

Baseado na harmonia entre ser humano e natureza.

A proposta de alteração constitucional apresentada pela deputada é um passo importante para promover uma mudança de paradigma.

A proposta busca ampliar nossa visão de mundo, reconhecendo que somos parte de um sistema interdependente.

No qual a saúde e a sustentabilidade do planeta são fundamentais para a nossa própria existência.

Saiba mais: Cathay Pacific está na busca net zero

Direitos da Natureza e o projeto Mejuruá

Ao reconhecer que a natureza possui direitos próprios, estamos dando um passo importante na direção de um futuro mais sustentável.

A ideia da deputada pode contribuir para melhorar a adeção à projetos ecológicos, como o Mejuruá.

O projeto conserva uma grande reserva na floresta amazônica.

Saiba mais: Comissão da Amazônia promove debate sobre direitos da natureza

Por Ana Carolina Ávila

Olá!