Mizuho e LSEG: créditos de carbono

Recentemente, Mizuho e o London Stock Exchange Group (LSEG) anunciaram um acordo para colaborar no mercado de créditos de carbono.

Mizuho é uma das principais instituições financeiras globais do Japão e está fortalecendo seus esforços de ação de sustentabilidade.

O LSEG estabeleceu uma designação de Mercado Voluntário de Carbono (VCM) para fundos e empresas que investem em projetos de descarbonização.

Os fundos deverão gerar créditos (sujeitos a requisitos).

Saiba mais: Entenda o que são e como funcionam os créditos de carbono

Possibilidades dos créditos de carbono

Investir em fundos ou empresas listadas sob a designação VCM permite aos investidores garantir um fornecimento de créditos a longo prazo.

Nesse contexto, a parceria entre a Mizuho e o LSEG busca desbloquear oportunidades para os clientes da Mizuho acessarem fundos de investimento e empresas designadas como VCM.

Além disso, as duas entidades se comprometem a fornecer informações sobre créditos aos clientes da Mizuho.

A Mizuho e o LSEG enxergam os créditos como um mecanismo de financiamento capaz de acelerar os esforços de descarbonização.

Por meio dessa colaboração, pretendem contribuir para iniciativas globais de descarbonização.

Com um grupo abrangente de serviços financeiros, a Mizuho está desenvolvendo e fornecendo proativamente uma variedade de soluções que contribuem para a transformação sustentável de seus clientes.

Por sua vez, o LSEG desempenha um papel vital no sistema financeiro mundial.

Sendo um fornecedor líder global de infraestrutura e dados de mercados financeiros.

Saiba mais: Mizuho, LSEG to Collaborate on Carbon Credits

Projetos de créditos de carbono e a BR ARBO

Essa colaboração reflete um compromisso conjunto com a sustentabilidade, a descarbonização e o desenvolvimento econômico sustentável.

Ao unir forças para desbloquear oportunidades no mercado de créditos de carbono, as empresas podem contribuir para a construção de um futuro melhor.

Uma das oportunidades de créditos são o da BR ARBO, emitidos pelo projeto Mejuruá, liderado por Gaetano Buglisi.

Ao comprarem esses créditos, as empresas contribuem para a preservação da Amazônia.

Saiba mais: Centro Financeiro Verde de Singapura

Por Ana Carolina Ávila

Olá!