BeZero Carbon: Primeira Classificação de Créditos de Carbono

Recentemente, a agência global de classificação de carbono BeZero Carbon lançou a primeira classificação do setor de créditos de carbono, para avaliar projetos de bioenergia com captura e armazenamento de carbono (BECCS).

Este é um marco significativo na validação e credibilidade dos créditos de carbono gerados por essas tecnologias emergentes.

Classificação ‘BBB’ para Projeto BECCS

Um dos primeiros projetos BECCS, localizado na América do Norte, recebeu a classificação ‘BBB’ da BeZero Carbon.

Essa classificação indica uma probabilidade moderada de que o projeto cumpra suas reivindicações climáticas de remoção de uma tonelada de CO₂e da atmosfera.

Ele é pioneiro ao ser a primeira unidade de produção de etanol a gerar créditos de remoção de carbono para venda no Mercado Voluntário de Carbono (VCM).

Saiba mais: Mondelēz International define suas metas ambientais

Importância da Classificação BeZero

Até o momento, apenas 18% dos projetos classificados pela BeZero alcançaram uma classificação ‘BBB’ ou superior.

A BeZero Carbon atualmente oferece a única classificação de carbono disponível para o setor BECCS.

Essa iniciativa é um passo crucial para aumentar a transparência e a confiança no mercado.

BeZero Carbon tornou suas classificações de carbono acessíveis no terminal Bloomberg, promovendo maior visibilidade e transparência

Saiba mais: Cenário do mercado de carbono na Indonésia

Relevância da Remoção de Carbono

A remoção artificial de carbono em grande escala.

É essencial para atingir as metas climáticas globais.

Estimativas sugerem que a demanda anual por remoção de carbono artificial pode alcançar entre 40 e 200 milhões de toneladas de CO₂e até 2030.

O setor BECCS tem potencial para remover até 5 bilhões de toneladas de CO₂e da atmosfera até 2050.

Segundo Teresa Hartmann, diretora de classificações da BeZero Carbon, a ação é é uma prova de que o nascente setor de remoção de carbono artificial está amadurecendo.

Projeto BR ARBO pode contribuir para redução de carbono

O projeto Mejuruá da BR ARBO, pode contribuir para a demanda de remoção de carbono.

O projeto liderado por Gaetano Buglisi, sequestra várias toneladas de carbono.

As quais são comercializadas por meio de créditos de carbonos florestais.

Saiba mais: Entenda o que são e como funcionam os créditos de carbono

Por Ana Carolina Ávila

Olá!